Governo do Rio indeniza 40 vítimas do regime militar

Quarenta ex-presos políticos vítimas de tortura durante o regime militar receberam hoje indenizações individuais de R$ 20 mil do governo do Estado. Os cheques foram entregues pelo secretário de Direitos Humanos do Rio, coronel Jorge da Silva, que trabalhou como policial militar durante a ditadura."Eu era oficial da PM e não sabia o que estava acontecendo no porão. Só fui saber agora, lendo os livros do jornalista Elio Gaspari", declarou Silva. "De nada adianta estabelecer valores altos e ninguém receber nada. Isso aqui é um pedido de desculpa. Mais importante que o dinheiro é o valor simbólico desse ato. A dívida não é do Estado do Rio, é do Estado brasileiro."Segundo ele, há recursos reservados no orçamento para pagar mais 200 indenizações semelhantes em 2005 - cerca de mil pessoas já procuraram o Estado em busca da reparação e 125 processos estão em fase de aprovação.Flora Abreu, do Grupo Tortura Nunca Mais, participou do processo e disse aprovar os critérios adotados pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (CEDDH). "O projeto é mais limitado que o do governo federal, mas é positivo porque resgata simbolicamente a história."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.