Governo diz que não rompeu negociação com a oposição sobre o orçamento

O ministro de Relações Institucionais, Tarso Genro, garantiu nesta quinta-feira, em entrevista à Rádio Eldorado, que o governo não rompeu negociações com a oposição para a votação no Orçamento da União. Segundo ele, a liberação de recursos por medida provisória é apenas uma saída para evitar que os projetos sejam paralisados. "Vamos continuar negociando com a oposição. Mas o país não pode parar", disse.Nesta quinta-feira, em edição extra do Diário Oficial, o governo anunciou a edição de uma medida provisória liberando quase R$ 1,8 bilhão para 10 ministérios. A votação do Orçamento está atrasada há quatro meses por divergências entre governo, oposição e governadores.O mensalão e o PTTarso Genro admitiu que o escândalo do mensalão atingiu fortemente o PT. "Estamos pagando um preço político muito forte pelas condutas ilegais de dirigentes do partido", disse. No entanto, ele um lado positivo pois ainda há tempo de o PT se recuperar. "É bom que ele tenha sido descoberto no começo para que o partido possa se recuperar", afirmou.VarigSobre a crise da Varig, o ministro de Relações Institucionais, afirmou que o governo não vai liberar recursos para a empresa. "Dinheiro público para a Varig não", disse. Segundo ele, os R$ 7 bilhões que seriam necessários para recuperar a companhia aérea não estão no orçamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.