Governo discutirá compra de caças para FAB

O governo está retomando o projeto de compra de aviões de combate para a Força Aérea Brasileira (FAB), os chamados caças, e a compra poderá ocorrer já no próximo ano. O ministro da Defesa, José Viegas, anunciou hoje, quando encerrava a operação conjunta que as Forças Armadas brasileiras realizam na fronteira com a Colômbia e o Peru, que ainda no segundo semestre deste ano será estabelecido um calendário para que discutir a licitação para a compra de 12 aviões de combate para a FAB. O processo, que está orçado em US$ 700 milhões, foi suspenso no início deste ano, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como uma das primeiras medidas de seu governo e a que mais decepcionou os militares. "As conversas estão muito bem encaminhadas. Estamos prevendo que a compra possa ser feita mesmo no ano que vem", disse o ministro Viegas. Ele afirmou que é preciso tomar todas as providência ainda no segundo semestre deste ano para que a compra possa ser realmente efetivada em 2004. "Estou muito otimista", afirmou. Viegas ainda tem o cuidado de não garantir a compra dos novos caças ano que vem, alegando que isso dependerá de uma decisão política do governo. "Mas no segundo semestre, anunciaremos um novo calendário e a decisão (licitação e compra) ficará para o ano que vem", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.