Governo deverá lançar PAC das Olimpíadas e da Copa do Mundo

"Achamos que tem que ter um tratamento especial para 2014 e 2016", declarou a ministra-chefe da Casa Civil

Agência Brasil,

08 Outubro 2009 | 13h08

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse nesta quarta-feira, 8, que o governo irá se reunir nos próximos dias para definir um "tratamento especial", para as obras referentes à Copa do Mundo de 2014 e à Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro. A ministra chegou a usar a expressão PAC da Copa e PAC das Olimpíada.

 

Veja também:

link Governo anuncia que investimentos do PAC somam R$ 338,4 bi

link Planalto tenta neutralizar TCU por obras da Copa e pré-sal

link'No controle do gasto público, é melhor pecar pelo excesso'

 

"O governo federal nos próximos dias vai fazer um conjunto de discussões porque achamos que tem que ter um tratamento especial para 2014 e 2016. Podemos até chamar de PAC das Olimpíadas e um para a Copa", disse a ministra após a apresentação do 8º Balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), cujos investimentos somaram até agosto desse ano R$ 338,4 bilhões.

 

Dilma ressaltou ainda o caráter histórico das Olimpíadas, adaptando à situação brasileira. "A Olimpíada tem um significado histórico. No Brasil, é o momento de comemorar o fato de termos deixado de ser o país do futuro para ser o país do presente."

 

A ministra disse ainda que o governo terá condições de realizar uma política de investimentos, visando à mobilidade urbana e ao incentivo da participação dos mais jovens nos esportes.

 

"Essa mobilização não poderá ser apenas nas nossas escolas, mas também na sociedade, no sentido de termos um maior número de atletas", disse Dilma.

Mais conteúdo sobre:
Governo PAC Olimpíadas Copa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.