Governo define normas para publicidade oficial

A Secretaria de Comunicação do Governo e o Conselho Executivo de Normas e Padrões da Atividade Publicitária assinaram convênio para dar um tratamento especial à publicidade de utilidade pública, a um custo menor. A cerimônia foi realizada no Palácio do Planalto. O secretário de Comunicação do Governo, João Roberto Vieira da Costa, disse que a partir de agora haverá um manual técnico determinando quanto cada órgão poderá aplicar em cada tipo de publicidade. Segundo ele, o acordo assinado hoje foi fruto de uma "compreensão madura" e "convergência de pensamento" entre o governo e as agências publicitárias. Em seu discurso, durante a cerimônia, o presidente Fernando Henrique Cardoso ressaltou a importância da publicidade, lembrando que momentos difíceis do governo foram vencidos graças à propaganda. Ele citou como exemplos a criação do Real e o racionamento de energia elétrica. "Ou o governo utiliza os meios de comunicação ou não faz nada. Fica girando como peru de Natal em torno da burocracia", disse o presidente. Na opinião de Fernando Henrique, não existe pecado no ato de o governo se comunicar. Segundo ele, basta que os gastos com publicidade sejam tratados com transparência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.