Governo dará "mais atenção" a pequena empresa, diz FHC

O presidente Fernando Henrique Cardoso disse que conversou ontem com o presidente da Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica (GCE), ministro Pedro Parente, e com o ministro de Minas e Energia, José Jorge, e eles lhe disseram que está cada mais distante o risco de apagão. "Vamos poder começar a olhar com mais atenção as pequenas e microempresas", afirmou Fernando Henrique, em discurso que proferiu ao inaugurar, juntamente com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a subestação de Guri, na BR-174, nas proximidades da capital de Roraima. Com isso, o presidente sinalizou que as pequenas e microempresas poderão contar com um pequeno alívio no racionamento de energia.A partir da subestação de Guri será distribuída a energia que o Brasil está comprando da Venezuela para o abastecimento de Roraima, que se abastecia com gerador a diesel, mais caro. Ao governador Neudo Campos, que justamente reclamou energia mais barata, o presidente informou que a energia venezuelana chegará à capital do Estado 5% a 6% mais barata que a energia termoelétrica. Depois o presidente se dirigiu, de ônibus, à Base Aérea de Boa Vista, onde embarcará de volta para Brasília. O caminho para a Base Aérea foi feito por um atalho, para evitar o encontro da comitiva presidencial com uma manifestação de protesto organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.