Governo cria primeira "polícia nacional"

Uma portaria editada nesta quarta-feira pelo Ministério da Justiça instituindo o Programa Força-Tarefa (Profort) praticamente criou a primeira polícia nacional, formada por agentes federais, policiais civis e militares de todos os Estados. O Profort será formado inicialmente pelos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina.A criação do programa foi decidida depois dos bons resultados obtidos com a integração entre a PF e as polícias do Rio, em várias operações de combate ao narcotráfico, nos últimos dias. Agora, a intenção é voltar a força para reprimir o crime organizado sempre que solicitada. "Na prática, seria como uma polícia interestadual", afirma um delegado da cúpula da PF envolvido na coordenação do Profort.As investigações envolverão as polícias rodoviárias federal e dos Estados, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e área de fiscalização da Receita Federal. A portaria, assinada pelo ministro da Justiça, Miguel Reale Júnior, informa que a força-tarefa será uma única instituição.Todo o trabalho será centralizado no Núcleo de Coordenação de Planejamento Estratégico (Nucope) da PF e os policiais serão treinados na Academia Nacional de Polícia, em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.