Governo concorda em desonerar bens de capital

O presidente da Comissão Especial de Reforma Tributária, deputado Mussa Demes (PFL-PI), disse hoje que o governo concorda com a desoneração dos bens de capital na reforma tributária. "O ministro (da Fazenda, Antonio Palocci) foi enfático ao dizer que sua intenção é desonerar, por completo, os bens de capital", afirmou Demes, após o café da manhã de membros da comissão especial com Palocci. Ele informou também que o ministro não chegou a dar detalhes sobre como será feita essa desoneração. A afirmação de Mussa, no entanto, contraria declaração feita anteriormente pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), deputado Armando Monteiro (PTB-PE), de que a desoneração dos bens de capital seria feita de forma gradual. "O gradualismo não é bom, porque vai induzir a indústria a postergar seus investimentos", disse Monteiro. Na avaliação do deputado pernambucano, a aquisição desses bens só passaria a ser feita em ritmo normal após a desoneração completa de impostos sobre essas aquisições.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.