Governo busca votos no PMDB para votar o mínimo

O ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, e os senadores do PMDB, reunidos naresidência do senador Ney Suassuna (PMDB-PB), querem votar hoje ou amanhã a medida provisória que fixa o salário mínimo emR$ 260,00. Para isso, o governo terá que fechar com o PMDB, conseguindo o apoio dos 22 senadores. O presidente LuizInácio Lula da Silva vai se reunir, às 16h30, com o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL) e com Aldo Rebelo e, no final da tarde,Lula se encontra com os líderes dos partidos aliados para fazer um último balanço dos votos e verificar se há risco de fazer avotação ainda hoje. No almoço, Rebelo ouviu sucessivas reclamações de senadores sobre o tratamento recebido pelo governo. Osenador Gilberto Mestrinho (PMDB-AM ) queixou-se da ausência do PMDB nas decisões do governo, principalmente em relação aovalor do salário mínimo. O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, está sendo alvo de protestos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.