Governo baixa norma para importação de bovinos

O Ministério da Agricultura publicou instrução normativa (número 8, de 13/02/01) no Diário Oficial desta quarta-feira, determinando que todos os bovinos importados de países onde foi registrada ocorrência de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), ou doença da vaca louca, sejam sacrificados e destruídos quando não mais servirem à atividade reprodutiva. A instrução, assinada pelo ministro Pratini de Moraes, também determina que os cadáveres dos animais sacrificados sejam destruídos por incineração ou "inumação" (sepultamento) profunda na propriedade de criação onde se encontram. Antes esses animais podiam ser abatidos pelos frigoríficos. A nova norma também determina que o proprietário só pode enterrar o animal ou destruí-lo após comunicação ao serviço oficial de defesa sanitária animal. O proprietário receberá indenização do Governo Federal pelo animal que for abatido, conforme avaliação prévia feita por equipe de veterinários do Ministério. A instrução normativa também determina que seja feita coleta de material do cerebelo do animal sacrificado para exame em laboratório do Ministério da Agricultura credenciado pelo mesmo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.