Governo autoriza escritório de inteligência dos EUA

O Ministério das Relações Exteriores informou nesta sexta-feira à noite que o governo brasileiro decidiu atender a uma solicitação feita em julho pelo governo dos Estados Unidos e autorizou nesta sexta-feira a abertura em São Paulo de um escritório do Serviço Secreto dos EUA.Nota do Itamaraty afirma que o governo brasileiro concedeu a autorização por estar "desejoso de incrementar a cooperação internacional no combate à lavagem de dinheiro e outros crimes conexos, com base no princípio da reciprocidade."Em resposta a uma consulta do Itamaraty, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), o Banco Central, o Departamento de Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República declararam-se favoráveis à instalação do escritório.Segundo nota distribuída pelo Itamaraty, o escritório terá a função de colaborar com as autoridades brasileiras em investigações relacionadas à falsificação da moeda norte-americana e a crimes financeiros praticados por meios eletrônicos - "portanto, funções equivalentes às da recém-instalada Adidância da Secretaria da Receita Federal, na Embaixada do Brasil em Washington."Na nota em que autoriza a instalação do escritório, o governo brasileiro afirma que suas atividades "deverão ser desenvolvidas com o pleno conhecimento e estreita coordenação com as autoridades brasileiras competentes".O escritório terá dois agentes e um assistente administrativo. O Itamaraty afirma também que, "diferentemente" do que dizem "algumas notícias publicadas sobre o assunto, o Serviço Secreto é um órgão subordinado ao Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, que tem como responsabilidades a proteção de altas autoridades norte-americanas e a aplicação das leis relativas à falsificação da moeda daquele país e crimes financeiros."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.