Governo admite aumento de tarifas áreas por conta de Congonhas

O governo admitiu pela primeira veznesta segunda-feira que as tarifas aéreas podem aumentar devidoà decisão de reduzir o tráfego de aviões em Congonhas. Durantereunião de coordenação nesta manhã, a cúpula do Planaltoavaliou que, entre segurança e passagens mais baratas, preferemficar com a primeira opção. O governo reconheceu, ainda, a possibilidade de "haver maistranstornos" para usuários por conta da medida aplicada noaeroporto de São Paulo. Segundo um assessor da Presidência, quefalou sob condição do anonimato, "as pessoas vão precisarcompreender" a solução dada à crise. Na última sexta-feira, o Executivo anunciou um pacote deemergência para desafogar Congonhas, palco do maior acidenteaéreo da história, semana passada. A reunião de coordenação serviu também para autocríticas.De acordo com um relato feito por uma fonte qualificada, foi umerro estratégico, deste e de outros governos, autoridadesaéreas, companhias de aviação e dos próprios passageirospermitir que Congonhas chegasse ao atual estágio decongestionamento. (Por Natuza Nery)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.