Governo adia votação da CPMF para 4a ou 5a feira

Sem os votos necessários para aprorrogação da CPMF até 2011, o governo adiou a votação daproposta para quarta ou quinta-feira, informou o líder dogoverno no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). A votação aconteceria na terça-feira, mas os senadores dabase governista Flávio Arns (PT-PR) e Roseana Sarney (PMDB-MA)poderiam não comparecer à sessão por motivo de saúde, reduzindoo número de votos favoráveis ao imposto do cheque. "O governo não pode abrir mão desses dois votos", disseJucá a jornalistas nesta segunda-feira. Na quarta-feira, oSenado previa escolher o novo presidente do Senado. Na reta final para a votação em primeiro turno da renovaçãodo imposto do cheque até 2011, o governo encontra dificuldadespara obter a adesão da totalidade dos senadores da base aliada,enquanto tenta convencer dissidentes da oposição. Em princípio, são 53 os senadores governistas, mas comcerca de sete possíveis baixas e a impossibilidade declarada devotar do presidente do Senado, Tião Viana (PT-AC), que só atuaem caso de empate, o governo não consegue obter os 49 votosnecessários. Além de uma proposta de última hora aos tucanos, que poderáser o aumento dos repasses da arrecadação da CPMF à saúde, comoquer o governador José Serra (SP), os Democratas também estãono alvo. Pelo menos três deles estão sendo pressionados porseus governadores para aderirem à CPMF. O próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva temconversado diretamente com governadores e senadores para obtervotos. De forma pública, Lula tem pressionado os opositores aoresponsabilizá-los pelos problemas do país caso a CPMF não sejarenovada. Este constrangimento, principalmente junto às camadas derenda mais baixa que recebem os benefícios da CPMF, é oprincipal argumento de sedução do Planalto. Em Buenos Aires, onde participou da posse da novapresidente argentina, Cristina Kirchner, Lula se mostrouotimista. "Acho que o Congresso vai aprovar, porque o Congressotem consciência da importância." (Texto de Munari)

REUTERS

10 de dezembro de 2007 | 20h26

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICACPMFATUAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.