Governo adia decisão sobre compra de caças para 2010

Em almoço com militares, Lula exaltou os investimenos do Governo Federal nas Forças Armadas

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

14 de dezembro de 2009 | 14h43

Em almoço de confraternização com oficiais-generais nesta segunda-feira, 14, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o governo só deverá tomar a decisão sobre a compra de aviões de caça para a Força Aérea Brasileira (FAB) no início de 2010.

 

Veja Também

linkJobim diz que definição sobre caças sairá só depois do Natal

 

Lula se referia ao processo de compra da FAB no qual disputam os modelos Rafale, da Dassault (França), F18, da Boieng (EUA), e Gripen NG, da Saab (Suécia).

 

O último prazo para a decisão final sobre a compra dos aviões havia sido dado pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, que previa uma definição para o fim de dezembro.

 

No discurso, o presidente citou ainda que o Exército está recebendo o primeiro lote com 34 carros de combate que fazem parte de um projeto de 3 mil blindados que serão comprados pelo Exercito até 2030. Lula destacou, também, a importância do programa de construção do submarino de propulsão nuclear, que está sendo implantado, além da construção de estaleiros.

 

"Assim estamos tornando realidade o compromisso de modernizar e reaparelhar as três Forças", afirmou Lula. Ele destacou também que na semana passada encaminhou ao Congresso Nacional o projeto de lei complementar 97, que fortalece o Ministério da Defesa e estende para a Marinha e a Aeronáutica o poder de polícia nas fronteiras, que hoje o Exército já tem.

Tudo o que sabemos sobre:
FABaviõescaçascompraLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.