Governistas do PT vencem e reafirmam defesa da política econômica

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva conseguiu uma ampla vitória neste sábado sobre a esquerda do PT durante a reunião do diretório nacional do partido, em São Paulo. O texto aprovado defende a política econômica comandada por Antonio Palocci, como queriam os governistas. O documento elaborado pela maioria governista obteve 43 votos, enquanto o da esquerda recebeu 21. O grupo "O Trabalho" (trotskista) ficou com apenas dois votos. O diretório ainda discute as emendas ao texto, que devem ser aprovadas neste domingo, quando termina a reunião.O presidente do partido, José Genoino, disse que a vitória dos governistas é uma prova de que o PT defende o governo e a política de alianças com os outros partidos. "O partido, como fiador e como um partido que governa o País junto com o presidente Lula, vai defender a política de coligação com os demais partidos e vai defender o governo em todos os setores e em todas as instâncias", disse.Segundo Genoino, o governo Lula atingiu as condições para que a prioridade da política econômica seja o crescimento e a criação de empregos e que o governo já está anunciando projetos importantes nessa direção. "Nós destacamos que os projetos importantes para o crescimento do País e a geração de emprego são: política industrial e política de ciência e tecnologia, vinculada a capacitação produtiva do País, além do programas que o governo vem anunciando como na construção civil e as iniciativas do aumento de recursos para o crédito popular", afirmou. O documento aprovado, segundo Genoino, defende também o aumento do programa Bolsa Família.O ministro da Casa Civil, José Dirceu, um dos lideres da ala majoritária no PT, não compareceu ao encontro. Ele alegou que precisava realizar exames para detectar as razões de uma alteração da pressão arterial na sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.