Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Governadores vão discutir tensão no campo com Lula

Preocupados com as ocupações de terras, governadores do Nordeste pretendem discutir o problema com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em encontro marcado para hoje em Fortaleza para o debate sobre a recriação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). ?Precisamos discutir esse assunto para não termos uma convulsão social, porque, nessa área, há um barril de pólvora?, disse a governadora do Rio Grande do Norte, Wilma de Faria (PSB), escolhida para representar os nove governadores do Nordeste nas negociações com o Executivo. ?Há muita expectativa e preciso saber do governo como vai lidar com essa expectativa. É preciso que fiquemos atentos, porque não queremos saques nem outros problemas mais graves.? Segundo Wilma, a tensão no campo é maior em Pernambuco e Alagoas, mas ela avalia que os problemas no seu Estado também demandam cuidados. ?Antes, tínhamos 1 mil acampados aqui. Agora, estamos com 4 mil.? ?O governo tem de conciliar a visão estrutural com as demandas sociais, porque há um conteúdo explosivo nessa área?, afirmou o governador do Ceará, Lúcio Alcântara (PSDB). ?Ninguém pode aceitar essa frase do Stédile (João Pedro Stédile, líder do MST)?, completou o governador , referindo-se à frase em que ele prega uma guerra contra os fazendeiros. Alcântara acredita que o governo reagiu com rapidez para reafirmar o compromisso com o respeito à lei e à autoridade, mas considera que as ações do Executivo estão, por enquanto, no campo da retórica. ?A sensação que eu tenho é que o governo está sendo surpreendido com a intensidade das ações dos movimentos sociais.? Segundo ele, uma das preocupações do governo tem de ser com compromisso de manutenção das condições de desenvolvimento do setor agrícola. ?Se nós nos vulnerabilizarmos nessa área, novas dificuldades surgirão.?

Agencia Estado,

28 de julho de 2003 | 08h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.