Governadores traçam estratégia para cobrar Palocci

Os governadores de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pará, Santa Catarina, Bahia e Mato Grosso estão reunidos em um hotel, em Brasília, para uma prévia da reunião de logo mais com o ministro da Fazenda, Antonio Palocci. São estados exportadores que reivindicam do governo agilidade na compensação das perdas com a isenção de ICMS. Segundo o governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, seu estado recebeu apenas 5,1% do total que poderia ter sido arrecadado com o ICMS das exportações. Segundo ele, o pior é que as empresas também estão exauridas, porque não conseguem obter créditos. O governador tucano de Minas Gerais, Aécio Neves, disse que a expectativa é de ao menos voltar ao patamar de 2001, quando o governo compensava 50% das perdas com a desoneração das exportações. Atualmente, a compensação está na faixa dos 24%, apenas. "O esforço exportador é formado por um tripé em que os exportadores e os estados estão fazendo a sua parte, mas falta a participação do governo federal com as compensações", disse Aécio Neves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.