Governadores que tentam reeleição são estrelas de sites

O portal do governo do Ceará exibe uma elogiosa biografia do governador Cid Gomes (PSB), que tenta a reeleição. Cid é apresentado como um homem de "espírito empreendedor", que "em menos de dois anos assegurou a instalação de uma refinaria de petróleo" no Estado. A biografia dá destaque ao período em que Cid foi prefeito de Sobral (CE), com um "excelente desempenho". "Com o forte desejo de contribuir com o crescimento da terra natal, Cid disputou o cargo de prefeito de Sobral. Obteve a votação recorde de mais de 64%. Na prefeitura, desenvolveu um plano de ações inédito", informa o portal.

CAROLINA FREITAS E ANNE WARTH, Agência Estado

21 Julho 2010 | 20h09

O governador do Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), é apresentado como "um dos mais brilhantes políticos de sua geração". Quando deputado estadual, segundo o site, Campos "transformou a Assembleia em uma tribuna para defender os interesses e direitos da população". O site afirma que, ao assumir a presidência nacional do PSB, o governador deu uma "expressiva demonstração de que é uma das principais referências da política brasileira".

No portal do governo do Amazonas, o currículo do governador e candidato à reeleição, Omar José Abdel Aziz (PMN), cita sua experiência como secretário de Obras de Manaus, quando "esteve à frente das maiores intervenções viárias até então realizadas na cidade". Na área de segurança pública, o governador teria criado um programa para "por fim às gangues de rua que assustavam a cidade". A participação de Aziz na candidatura de Manaus à sede da Copa de 2014 também tem destaque. "Foi ele quem apresentou o projeto à Fifa", garante o texto.

Candidato à reeleição por Mato Grosso, Silval da Cunha Barbosa (PMDB), que já foi deputado estadual, é apresentado, no site, como autor de "leis que beneficiaram diretamente o cidadão do campo e da cidade, valorizando as famílias mato-grossenses". Segundo o texto, Barbosa "implantou mudanças que resultaram em dinamização e modernização da Casa".

O site do governo do Mato Grosso do Sul apresenta o governador e candidato à reeleição, André Puccinelli (PMDB), como responsável por "mais de 800 obras concluídas" e pela "pavimentação em 300 bairros" na época em que foi prefeito de Campo Grande

O portal do Piauí enaltece a "vocação política" do governador e candidato à reeleição, Wilson Martins (PSB). Martins aparece em dezenas de fotografias, postadas depois de 3 de julho, em entregas de unidades de saúde, visita a obras de um porto e a casas populares.

A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), que tenta a reeleição, tem seu nome promovido em vídeos e áudios. Um deles mostra Roseana em visita a São Raimundo das Mangabeiras (MA) para vistoriar obras. Nele, o prefeito de São Domingos do Azeitão, José Carlos da Silva, declara: "Para nós aqui, ela (Roseana) é uma deusa, deusa do desenvolvimento, da cultura, da paz, da harmonia. O desenvolvimento do sul do Maranhão nós devemos a ela. Antes de ela assumir o governo do Estado nós vivíamos no atraso e no abandono."

Para o doutor em Direito do Estado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Pedro Serrano, a lei proíbe a publicação desse tipo de material em ferramentas públicas, como o site de governo. "O espírito da lei é proibir a propaganda com conteúdo de apologia, que defenda o governo ou estimule nas pessoas uma visão positiva dele", afirmou. "Não se pode enaltecer a pessoa do candidato."

As restrições valem até quando o político não é citado nominalmente, como no caso do governador e candidato à reeleição em Roraima, José de Anchieta Junior (PSDB). O portal do governo traz uma série de 30 vídeos institucionais. Alguns já foram exibidos na televisão. "Veja a relação de todos os vídeos de ações e obras do governo do Estado de Roraima, inclusive os que foram exibidos na televisão", convida o portal. Sobre a entrega de uniformes escolares, o narrador diz: "Os pais e alunos (...) ganharam mais um motivo para sorrir. A entrega dos novos uniformes tem deixado a todos com orgulho estampado no peito."

No Amapá, a página inicial do site do Estado também não cita o governador e candidato à reeleição, Pedro Paulo Dias de Carvalho (PP), mas há links diretos para materiais sobre o programa habitacional do Estado, uma das principais bandeiras da administração.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.