Governadores e líderes começam discutir reformas na quarta

O primeiro encontro entre governadores e líderes governistas para discutir as reformas constitucionais será realizado na quarta-feira. Serão ouvidos inicialmente os quatro governadores do PSB: Alagoas, Rio Grande do Norte, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Na reunião que terminou entre o líder do governo na Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), e cinco vice-líderes, ficou decidido, além do encontro com os governadores, a distribuição de algumas tarefas para o acompanhamento das reformas nas comissões. Os deputados Beto Albuquerque (PSB-RS) e o Professor Luizinho (PT-SP) vão acompanhar a reforma tributária na comissão especial. O acompanhamento da reforma previdenciária ficará com os deputados Renildo Calheiros (PCdoB-PE), Sigmaringa Seixas (PT-DF) e Vicente Cascione (PTB-SP). Na Comissão de Constituição e Justiça foram designados os deputados Sigmaringa Seixas e Vicente Cascione, encarregados de acompanhar os trabalhos em nome da liderança do governo. O deputado Aldo Rebelo disse que as relatorias das comissões especiais ficarão a cargo dos líderes partidários, que estão encarregados de fazer as indicações dos partidos nessas comissões especiais. "A composição das comissões especiais é uma decisão dos partidos políticos. Se serão os mesmos, é uma decisão que caberá a eles", afirmou Rebelo, referindo-se aos integrantes das atuais comissões que examinam as reformas da previdência e tributária, criadas no início deste ano pelo presidente da Câmara, João Paulo Cunha.

Agencia Estado,

05 de maio de 2003 | 13h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.