Governadores e Bezerra discutem fim da Sudene

Recife será a sede de um encontro entre os governadores do Nordeste e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, na próxima terça-feira, dia 20, no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, para discutir a extinção da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). A reunião é articulada pelo governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB), que é contra o fim da Sudene. O objetivo do encontro é discutir o futuro da autarquia e os estudos do ministério visando a transformar o orgão numa agência de desenvolvimento.Vasconcelos afirmou não ser contra mudanças administrativas na Sudene e defendeu a modernização da autarquia. Entretanto, disse que só pode dar o apoio ao projeto do governo federal, conhecendo-o.Segundo Vasconcelos, os governadores nordestinos não tem pleno conhecimento da proposta e não ficaram satisfeitos com a entrevista do ministro dando como certa as mudanças na Sudene. Vasconcelos afirmou ter recebido telefonemas dos governadores do Ceará, Tasso Jereissati (PSDB), e da Bahia, César Borges (PFL), falando sobre esse descontentamento.O governador de Pernambuco repassou na última segunda-feira essas informações ao ministro em audiência em Brasília, quando ressaltou que a Sudene e a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) não podiam ser postas num mesmo patamar. "São orgãos de condutas distintas e não se pode pensar em reestruturar um orgão como a Sudene, que tem um conselho deliberativo do qual fazem parte os governadores do Nordeste, sem ouvir a opinião dos mesmos."Ele disse ainda que os governadores nordestinos desejam o fortalecimento da Sudene e não a extinção. "A Sudene sempre foi e continua sendo importante para o Nordeste e precisa continuar a existir, porém, mais forte do que é hoje", defendeu o governador. "Se esta também for a idéia do governo federal, ele pode contar com o nosso apoio, mas não se pode falar sob hipóteses, sendo preciso conhecer com detalhes a questão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.