Governadores do PSDB acusam governo Lula de privilegiar aliados

Os oito governadores do PSDB, reunidos hoje em Palmas (TO), acusaram o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de privilegiar aliados políticos na liberação de recursos e de não cumprir contratos firmados no governo Fernando Henrique Cardoso. Em nota divulgada após o encontro, eles criticaram o governo federal pelo atraso no cumprimento do acordo em torno do Fundo de Exportação, destinado a compensar os Estados exportadores por perdas financeiras oriundas pela Lei Kandir. Os governadores consideraram "injustificável" o atraso desse compromisso firmado com os Estados, bem como aquele em relação ao Fundo de Desenvolvimento Regional.Quanto à liberação de verbas aos Estados, manifestaram "desconforto com os critérios que têm orientado a liberação de parte dos recursos federais, que vêm privilegiando aliados políticos em detrimento das reais necessidades apontadas pelos Estados e municípios, situação agravada ainda pelo não cumprimento de contratos firmados no governo anterior". No documento, os governadores do PSDB propuseram, também, o estabelecimento de limites suportáveis para pagamento dos serviços da dívida dos Estados com a União, de acordo com o crescimento de suas economias e não em função das taxas de correção do mercado, excluindo deste cálculo os recursos vinculados à Educação e à Saúde. Diante disso, reafirmaram apoio ao projeto de lei de autoria do senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT) que cria novo conceito de Receita Líquida Real, mantendo os contratos e devolvendo autonomia aos Estados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.