Governadora do RN nega conta no exterior

A governadora do Rio Grande do Norte, Wilma Faria (PSB), negou, no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que tenha conta no exterior. Ela prestou informações ao ministro Cesar Asfor Rocha, do STJ, relator do pedido de inquérito penal formulado pelo Ministério Públicao Federal contra ela, para apurar suposta prática de crimes contra a ordem tributária, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. À saída do depoimento, com voz embargada, a governadora disse que os supostos documentos que comprovariam a existência dessa conta no exterior "foram fraudados".Wilma apresentou ao ministro documentos que, segundo ela, provam isso. Questionada sobre quem teria forjado a história, ela disse: "Quem forjou, não posso provar. Mas quem começou tudo isso foi o governador que derrotamos na eleição passada". A referência é a seu antecessor, Fernando Freire. "Tudo foi uma armação sórdida", concluiu Wilma Faria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.