Governadora do Rio exonera delegado do caso Tim Lopes

Indignada com as conclusões do inquérito sobre a morte do jornalista Tim Lopes, a governadora do Rio de Janeiro, Benedita da Silva, decidiu na noite desta quarta-feira exonerar o delegado responsável pela investigações, Sérgio Falante, e afastar Daniel Gomes, inspetor que assina o relatório da investigação. A governadora também mandou reabrir imediatamente o inquérito para que tudo seja apurado novamente. No inquérito cancelado pela governadora, Tim Lopes foi responsabilizado por sua própria execução. Segundo o texto final do documento, ?Tim Lopes se colocou muito perto do perigo, não vislumbrando a diferença da emoção para a razão". Em editorial no Jornal Nacional desta quarta-feira, a TV Globo reagiu indignada com o resultado do inquérito. Veredicto: No inquérito encaminhado à 1.ª Vara Criminal do Rio, nove homens do bando de Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, foram indiciados por homicídio, ocultação de cadáver e formação de quadrilha. Cinco já estão presos. O delegado responsável pelo caso, Sérgio Falante, acredita que há provas suficientes para que todos sejam condenados.Segundo ele, são provas contra os acusados os depoimentos decriminosos que confessaram ter participado ou visto a execução eo exame de DNA que comprovou que os restos mortais de Lopeshaviam sido enterrados na Favela da Grota, no Complexo doAlemão. Os bandidos ainda em liberdade são, além de Elias Maluco,André da Cruz Barbosa, o André Capeta, Maurício de Lima Matias,o Boizinho, e Renato Souza, o Ratinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.