Governador pede perícia do TSE nas urnas de Alagoas

O diretório regional do PSDB de Alagoas, em nota divulgada nesta segunda-feira, afirma que o governador tucano Teotonio Vilela Filho quer que as urnas da última eleição sejam periciadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo a nota, a perícia técnica serviria para que todas as dúvidas sobre a legitimidade do pleito, "ainda que infundadas e oportunistas", sejam superadas.O ex-deputado federal João Lyra (PTB) questiona na Justiça a normalidade do funcionamento das urnas eletrônicas na eleição para o governo do Estado, quando perdeu para Teotonio Vilela Filho. Lyra pede ainda que eleição seja anulada e a impugnação do mandato de governador recém-empossado. O TSE confirmou a ocorrência de uma falha em um lote de urnas eletrônicas. O problema, no entanto, não teria influenciado o resultado final. Segundo a assessoria do tribunal, algumas urnas mais antigas não eram compatíveis com o programa adotado nas últimas eleições. Isso acarretou erros na impressão do relatório que é entregue aos partidos. O TSE, contudo, diz que todos os votos foram devidamente contabilizadosPara o secretário geral do PSDB em Alagoas e ouvidor-geral do Estado, Claudionor Araújo, a vitória de Vilela é inquestionável, por representar a vontade do povo e a verdade das urnas. "O questionamento feito pelo nosso adversário tem que ser esclarecido pela Justiça eleitoral, mas politicamente não pode passar de recurso de derrotado", afirmou.O ex-deputado João Lyra informou, por meio da sua assessoria, que a decisão de Vilela, de pedir ao TSE que suspenda a perícia nas urnas de Alagoas, comprova a preocupação com a denúncia de fraude. O pedido de Vilela foi protocolado no TSE na semana passada e ainda não foi decidido pelo Tribunal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.