Governador eleito de PE quer manter sintonia com Lula

Aliado de primeira hora do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o governador eleito de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos - que também já integrou o primeiro escalão federal, à frente da pasta de Ciência e Tecnologia - está disposto a manter sua administração em sintonia total com a do aliado petista. A "harmonia" é tanta que Campos recorreu ao presidente e ao ministro da Justiça, Márcio Thomas Bastos, para tentar resolver um dos maiores "abacaxis" da administração estadual: o grave problema da segurança pública. Recebeu e acatou, a indicação do Superintendente da Polícia Federal no Distrito Federal, Romero Menezes. Paraibano de nascimento, Menezes é homem de confiança de Thomas Bastos e aceitou de pronto o desafio. Terá carta branca para promover a integração e adequação da Secretaria de Defesa Social ao Sistema Nacional de Segurança Integrada. A redução da violência em Pernambuco, apontado com um dos Estados campeões de homicídios no País, é condição essencial para que o socialista possa alçar vôos mais altos. Em 2010, dizem aliados próximos do pernambucano, seus planos incluem a disputa à presidência da República.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.