Paraíba Já
Paraíba Já

AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

Governador e 22 prefeitos se desfiliam do PSB na Paraíba

Após romper a aliança com o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), preso na Operação Calvário por acusações de envolvimento de desvio de verbas na Saúde, governador João Azevedo anunciou sua filiação ao Cidadania

Janaína Araújo, especial para o Estado

31 de janeiro de 2020 | 19h05

JOÃO PESSOA - O governador da Paraíba, João Azêvedo, anunciou nesta sexta-feira, 31, sua filiação ao partido Cidadania (ex-PPS). Em dezembro do ano passado, o chefe do Executivo estadual saiu do PSB, após romper a aliança com o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), preso na Operação Calvário por acusações de envolvimento de desvio de verbas na Saúde.

Com o anúncio de Azevedo, 22 prefeitos de desfiliaram do PSB, em carta coletiva divulgada nas redes sociais. Eles alegam falta de diálogo com o partido. No texto, os prefeitos dizem que irão seguir o projeto político do governador. A reportagem entrou em contato com o atual presidente do PSB, Gervásio Maia, mas não obteve resposta.  

Os gestores municipais são das cidades de Pedras de Fogo, Tenório, Sousa, Sapé, São José de Piranhas, Sobrado, Bernardino Batista, Cuitegi, Barra de São Miguel, Pilar, Rio Tinto, Umbuzeiro, Santana dos Garrotes, Junco do Seridó, Damião, Itabaiana, Lucena, Mamanguape, Juripiranga, Princesa Isabel, Cabaceiras e Cacimba de Dentro

Azêvedo manifestou-se por nota no seu perfil oficial no Instagram dizendo que se sente representado pela Carta de Princípios da Cidadania, que defende o combate à pobreza e às desigualdades sociais e fortalecimento da democracia. “Partiremos para o fortalecimento do Cidadania na Paraíba, inserindo novas lideranças, representantes dos movimentos sociais, pré-candidatos em 2020, prefeitos e vereadores, sempre com a concepção de agregar e qualificar, cada vez mais, o debate político e cidadão”, disse o governador.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.