Governador do AP volta ao Estado e reassume cargo

A coordenação da campanha, o partido e a militância organizam uma grande festa para recebê-lo no aeroporto

Alcinéa Cavalcante, de O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2010 | 14h38

MACAPÁ - Depois de passar mais de uma semana preso na superintendência da Polícia Federal em Brasília, o governador Pedro Paulo Dias (PP), candidato à reeleição, retorna nesta segunda-feira, 20, a Macapá. Com ele vem o ex-governador Waldez Góes (PDT), candidato ao Senado, que também estava preso.

 

Pedro Paulo - que foi preso dia 10 na Operação Mãos Limpas - foi solto sábado, 18. Mas só nesta segunda-feira desembarca em Macapá e reassume o governo. Sua chegada está prevista para às 17h em jatinho fretado.

 

A coordenação da campanha, o partido e a militância organizam uma grande festa para recebê-lo no aeroporto. Desde ontem, carros de som percorrem as ruas de Macapá chamando os eleitores para recepcionarem Pedro Paulo e o ex-governador Waldez Góes, no aeroporto. Nos comitês, a movimentação é grande. São militantes em busca de bandeiras e adesivos.

 

Do aeroporto, o governador seguirá em carreata até a Praça Beira-Rio, às margens do Rio Amazonas, onde fará um pronunciamento. De lá, irá para residência oficial e só amanhã voltará a despachar no Palácio do Setentrião.

 

De acordo com sua assessoria, o governador Pedro Paulo Dias não dará entrevistas nem hoje nem nos próximos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.