Romildo de Jesus|Futura Press
Romildo de Jesus|Futura Press

Governador do Amazonas deverá ser conhecido por volta das 20h, prevê presidente do TRE-AM

De acordo com as autoridades eleitorais e de segurança do Amazonas, até o momento as eleições transcorrem dentro de um clima de bastante ordem e tranquilidade

Francisco Carlos de Assis, O Estado de S.Paulo

06 Agosto 2017 | 14h00

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) estima que por volta das 20 horas local (21 horas no horário de Brasília) já será conhecido o governador eleito do Estado. No horário previsto, o desembargador e presidente do TRE-AM, Yedo Simões, fará um balanço das eleições no Estado.

O desembargador informou neste domingo, 6, durante entrevista coletiva, que os locais de votação serão fechados às 17 horas, com exceção de 7 municípios onde, por causa do fuso horário, as urnas serão fechadas às 18 horas. De acordo com as autoridades eleitorais e de segurança do Amazonas, até o momento as eleições transcorrem dentro de um clima de bastante ordem e tranquilidade.

O Superintendente em exercício da Polícia Federal (PF) no Amazonas, Richard Murad, destacou durante a coletiva de imprensa a integração entre as Forças Armadas e as polícias Federal, Civil, Militar e Judiciária Eleitoral como elemento crucial para o sucesso das eleições até agora. A expectativa do TRE-AM é a de que a maior movimentação de eleitores rumo aos locais de votação se dará no período da tarde.

Yedo Simões atualizou os custos para a eleição suplementar no Amazonas. De acordo com ele, para o primeiro turno foram gastos R$ 23,5 milhões, valor que inclui deslocamentos das tropas das Forças Armadas para o Estado, deslocamentos e diárias de policiais militares e civis para interior do Estado.

"Estamos em todos os municípios, reforçando com equipes da Polícia Judiciária Eleitoral onde a PF não está presente. Todos os municípios foram reforçados com apoio da Polícia Militar. Tudo que fizemos é para obter controle de todo o interior do Amazonas", explicou o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.