Governador do AC denuncia "orquestração" contra o PT

O governador do Acre, Jorge Viana (PT), afirmou ter solicitado ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal que investiguem uma suposta ligação entre integrantes de seu governo e o cartel de distribuição de combustível na Amazônia, assim como a suspeita de favorecimento de um empresário do setor em licitações no Estado. Ele atribuiu a denúncia a uma revanche de adversários locais, ligados ao narcotráfico e ao ex-deputado Hildebrando Pascoal. Mas alertou que está em marcha uma "orquestração nacional" contra a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República, armada "por quem está com medo de perder o poder".A denúncia que atingiu seu governo, assim como a suspeita de ligação entre o governo de Olívio Dutra (PT) do Rio Grande do Sul, são apenas as primeiras de uma série, alertou Viana. "Há uma campanha contra o Lula e o PT. Tem pessoas que controlam tudo neste país e não aceitam agora que o País mude, por isso tentam atingir todo lugar onde o PT governa, mas mesmo assim isso não deve prejudicar a apuração com rigor, do partido, de qualquer denúncia. E aí devemos entrar na Justiça contra aqueles que nos acusam", declarou.Segundo Jorge Viana, o PT deve se "diferenciar" de seus adversários por "punir exemplarmente" qualquer um que seja responsável por irregularidades. "Será assim no Acre, se a PF e o Ministério Público apontarem o envolvimento de qualquer integrante do governo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.