Governador cede aos sem-terra e pede saída do chefe do Incra de Alagoas

O governador em exercício de Alagoas, desembargador Fernando Tourinho, decidiu na noite desta sexta-feira encaminhar ofício ao ministro do Desenvolvimento Agrário, José Abrão, pedindo a saída do superintendente do Incra em Alagoas, José Quixabeira Neto, que está sendo mantido refém, com mais três assessores, refém de sem-terra desde a manhã de hoje. A decisão do governador foi tomada com representantes dos sem-terra em Alagoas, parlamentares, sindicalistas e secretários de Estado na presença dos delegados da Polícia Federal, Paulo Bezerra e Fernando Peres. ?Vou pedir a saída do superintendente porque não quero continuar recebendo reclamações contra ele, dos sem-terra e dos funcionários do Incra?, afirmou Tourinho, acrescentando que sua decisão será encaminhada também ao ministro da Justiça e ao presidente da República. Depois de tomar essa decisão, o governador recomendou aos delegados da Polícia Federal que cumprissem a ordem de reintegração de posse expedida pelo juiz federal Paulo Roberto Cordeiro, mandando desocupar o prédio sede do Incra, em Maceió, que está ocupado por cerca de 800 sem-terra. A disposição dos sem-terra é negociar a saída do prédio do Incra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.