Gótico, a livre expressão e sua coleira

O gótico Lucas Silva Ramos, de 21 anos, após votar foi ao centro de São Paulo assim: rosto coberto de pancake, olhos delineados de preto, coleira e sobretudo preto. "Estou sempre com esse visual. Só no trabalho que não, porque o chefe proíbe", diz o auxiliar administrativo. "Mas para votar pode. É mais um jeito de me expressar livremente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.