Google é multado por manter vídeo ofensivo a Netinho

A Justiça Eleitoral multou em R$ 30 mil o Google Brasil por não retirar do YouTube um vídeo que deprecia o cantor e candidato do PT derrotado nas eleições para o Senado, Netinho de Paula. O vídeo exibe uma letra de música alterada. Além da multa, a empresa terá que pagar R$ 10 mil diários, do dia 1º de outubro até a eleição, pelo descumprimento da liminar que exigia a retirada do vídeo.

MARÍLIA LOPES, Agência Estado

07 de outubro de 2010 | 15h41

Na sentença, o juiz auxiliar da propaganda eleitoral, Mário Ferraz, considerou a empresa responsável pelo conteúdo prejudicial que hospeda em seu site, ainda que seja apenas provedora de hospedagem, devendo retirá-lo da página. A representação foi proposta por Netinho e julgada no início de setembro, quando o juiz auxiliar da propaganda eleitoral Luís Francisco Aguilar Cortez aplicou multa de R$ 50 mil a Google e determinou a retirada do vídeo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.