Gontijo confirma disputa pela secretário-geral do PSDB

O atual secretário-geral do PSDB de São Paulo, Cesar Gontijo, afirmou hoje, ao chegar à convenção estadual da sigla, que não vai abrir mão da disputa pela reeleição ao posto. "A palavra desistir para um militante não existe", disse o tucano, que disputa o posto com o deputado federal Vaz de Lima. "Eu acredito que pelo trabalho que fiz e pelo conhecimento que tenho do PSDB, não haveria motivo de retirar a minha candidatura."

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

07 de maio de 2011 | 12h41

O secretário informou que conversou com o governador do Estado, Geraldo Alckmin, sobre a disposição em se reeleger. Na conversa, o secretário disse ao governador que o ideal seria que um militante próximo às bases do partido fique com o cargo, numa referência à sua candidatura. Gontijo informou que tem o apoio de 55 dos 105 membros do diretório estadual que será eleito hoje, em chapa única.

O tucano negou que seu partido passe por um racha e que a disputa pela secretaria-geral gere uma nova debandada em São Paulo, como a que ocorreu na composição da Executiva municipal. "Não existe racha, essa possibilidade está descartada, o que existe é uma disposição das pessoas em ocuparem postos dentro do partido."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.