Golpista vende lotes falsos a sem-terra

Pelo menos 20 famílias de sem-terra foram vítimas de golpes aplicados por Vandir Mendes Filho. Ele é acusado de ter vendido lotes ilegais para os trabalhadores rurais, no valor de R$ 800 a R$ 1 mil, no município de Taquarussu, a 410 quilômetros de Campo Grande. O golpe atinge um montante de mais de R$ 15 mil, mas as investigações estão sendo dificultadas porque muitos sem-terra estariam com vergonha de denunciar. Segundo boletim de ocorrência policial registrado pelas vítimas, Vandir se fazia passar por funcionário do Incra. O superintendente regional do órgão, Celso Cestari, confirmou o caso. Depois, informou que existem também assentados do Incra vendendo os terrenos que receberam. Informou que recebeu ordem da Justiça, com reforço de 100 policiais militares, para despejar 15 famílias do Assentamento Santa Rosa, em Itaquiraí, extremo sul do MS, que compraram lotes de famílias assentadas pelo órgão. No mesmo local, a tropa policial vai despejar 45 famílias de sem-terra que invadiram a área de preservação ecológica permanente do assentamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.