Goleiro Bruno é transferido para presídio de Bangu

Polícia aponta ex-policial como o autor do assassinato de Eliza Samudio.

BBC Brasil, BBC

08 Julho 2010 | 13h48

O goleiro Bruno Fernandes, acusado de envolvimento no desaparecimento de sua ex-amante, Eliza Samudio, foi transferido nesta quinta-feira da delegacia de homicídios da Barra da Tijuca para o presídio de Bangu, também na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro.

O motivo da transferência, segundo o delegado Orlando Zacone é a falta de condições na delegacia da Barra da Tijuca para manter tanto Bruno como o amigo Luiz Henrique Romão, apelidado de Macarrão, devido a grande atenção pública que o caso atraiu.

Bruno e Macarrão estão presos em caráter temporário acusados de sequestro e responsabilidade pelo desaparecimento de Samudio.

A polícia de Minas Gerais sugeriu que Bruno pode ser acusado pelo assassinato de Eliza, mesmo sem que o seu corpo ter sido encontrado.

Menor

A ordem de prisão temporária, que prevê a detenção do goleiro por até cinco dias, foi decretada após o depoimento de um menor encontrado pela polícia na casa de Bruno na terça-feira.

O garoto confessou ter ajudado Macarrão a sequestrar Eliza e afirmou que a mulher foi morta depois de ser mantida presa por um dia no sítio do goleiro em Minas Gerais.

A expectativa é de que também seja pedida a prisão preventiva do ex-policial e adestrador de cães Marcos Aparecido dos Santos, o Neném, acusado pelo menor de ter estrangulado e matado Eliza. A polícia diz acreditar que ele foi o autor do crime.

Neném fazia a segurança pessoal de Bruno e ministrava cursos de sobrevivência, após ter sido expulso da polícia por "falta de idoneidade moral".

Também nesta quinta-feira, o advogado do Flamengo Michel Asseff Filho, que representava Bruno, se desligou do caso, após o clube ter afastado o jogador.

Bruno será representado por Ércio Quaresma, que já defende Macarrão e a mulher do atleta.

Ainda nesta quinta-feira, a Justiça decidiu que o filho de Eliza - que ela alegava ser filho também de Bruno - ficará com a mãe da garota. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.