Goleiro Bruno do Flamengo entrega-se para a polícia

Atleta deve ser acusado de mandante do sequestro da ex-namorada Eliza Samudio.

BBC Brasil, BBC

07 Julho 2010 | 22h03

O goleiro do Flamengo Bruno Fernandes entregou-se nesta quarta-feira à polícia no Rio de Janeiro após a emissão de um mandado de prisão contra ele, acusado de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samudio.

Ele e um empregado, Luiz Henrique Romão, apelidado de Macarrão, que também se entregou, foram transferidos para a delegacia de homicídios na zona oeste da cidade.

O mandado de prisão temporário, que prevê a detenção por até cinco dias, foi emitido após depoimento de um menor, encontrado pela polícia na casa de Bruno na terça-feira.

O garoto disse que Eliza foi morta em um sítio do atleta em Minas Gerais, que teria ajudado em seu sequestro, mas que o goleiro teria sido apenas o mandante. A polícia deve fazer levar Bruno, Macarrão e o menor para uma acareação no local.

O goleiro, que vinha negando envolvimento no caso, não deu declarações nesta quarta-feira.

O caso

Em outubro do ano passado, Eliza Samudio registrou queixa de sequestro e agressão contra o atleta, afirmando que ele a obrigou a tomar uma bebida que ela acreditava ser abortiva. O resultado do teste da bebida ainda não foi divulgado.

A última vez que se tem notícia que Eliza entrou em contato com uma amiga foi entre 4 e 5 de junho, quando disse que iria para Minas Gerais.

No dia 6, o carro do goleiro recebeu multas por excesso de velocidade perto do sítio, no município de Esmeralda. Exames realizados no veículo concluiram que o sangue encontrado em seu interior era de Eliza.

No dia 26 de junho o bebê de Eliza, que ela diz ser de Bruno, foi encontrado em uma favela na cidade mineira de Contagem. A criança está com o pai de Eliza mas a mãe da garota disputa a guarda do bebê.

Flamengo

O clube carioca ainda não anunciou uma decisão sobre o futuro do jogador, atualmente afastado.

Recentemente outros atletas do Flamengo envolveram-se em polêmicas. O atacante Vágner Love prestou esclarecimentos à polícia após o vazamento de um vídeo com imagens suas ao lado de traficantes armados.

O outro atacante titular do time, Adriano, testemunhou em uma investigação a respeito do tráfico de drogas na favela de Vila Cruzeiro, onde mantém uma casa.

Uma briga de Adriano com a namorada também levou o goleiro Bruno às páginas polícias dos jornais.

Ao defender o amigo e colega na época, o atleta fez uma declaração considerada polêmica ao perguntar "quem nunca saiu na mão com uma mulher?".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.