Goldman ganha vaga em conselho de estatal de São Paulo

Ex-governador será conselheiro da Sabesp; além dele, foram indicados os secretários Sidney Beraldo (Casa Civil) e Andrea Calabi (Fazenda)

Julia Duailibi, de O Estado de S. Paulo

19 de maio de 2011 | 23h00

Integrantes do PSDB, o ex-governador Alberto Goldman e o ex-secretário estadual de Meio Ambiente Xico Graziano ganharam novas vagas nos conselhos de administração de empresas ligadas ao governo de São Paulo.

 

No fim de abril, Goldman foi indicado para fazer parte do conselho de administração da Sabesp, empresa responsável pelo fornecimento de água e tratamento de esgoto de 364 municípios. O ex-governador, que foi antecessor de Geraldo Alckmin no Palácio dos Bandeirantes, fazia parte do conselho de administração do Metrô desde o começo do ano. Além de Goldman, foram indicados para compor o conselho da companhia até abril de 2012 dois secretários estaduais: Sidney Beraldo (Casa Civil) e Andrea Calabi (Fazenda).

 

Coordenador do programa de governo de José Serra (PSDB) na campanha à Presidência da República em 2010, Graziano foi indicado também em abril para o conselho da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae), operadora do sistema hidráulico e gerador de energia elétrica na região metropolitana de São Paulo. O tucano já fazia parte do conselho da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb).

 

O ex-ministro da Justiça José Gregori, que foi responsável pelo comitê financeiro da campanha presidencial tucana de 2010, já era conselheiro da Emae e foi indicado novamente para o colegiado, eleito no mês passado. O mandato é de dois anos.

 

Em março, o Estado publicou reportagem mostrando que o governo paulista usou cargos a quem tem direito nos conselhos de administração de empresas estatais para abrigar filiados do PSDB. Na época, o Palácio dos Bandeirantes defendeu as indicações, destacando o currículo e a experiência dos conselheiros.

 

Os honorários pagos nos conselhos, que variam de R$ 3.500 a R$ 4.500 por mês. servem de complemento salarial para secretários e assessores do governo.

Tudo o que sabemos sobre:
conselhogoldmansabespsp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.