Gloria Trevi tem nova chance de ficar no Brasil

A cantora mexicana Gloria Trevi obteve, nesta segunda-feira, nova chance para tentar convencer o governo brasileiro a considerá-la refugiada. Um dos advogados da artista grávida de oito meses, Geraldo Magela, informou que conseguiu na 16ª Vara Federal de Brasília anular decisão do Comitê Nacional para Refugiados (Conare), do Ministério da Justiça, que negou a Trevi condição de refugiada.Trevi e seus ex-assessores Maria Raquenel e Sergio Andrade estão presos no Brasil desde janeiro do ano passado a pedido do governo do México.Os três são acusados de estupro e corrupção de menores. Gloria engravidou há cerca de oito meses na carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Brasília. O episódio provocou a abertura de um inquérito para apurar responsabilidades.Há um ano, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) atenderam o pedido do governo mexicano para que eles sejam extraditados. Mas os três ainda não viajaram para o México porque resolveram pedir refúgio ao governo brasileiro.O reconhecimento da condição de refugiado pelo governo brasileiro impediria a extradição e permitiria que os três vivessem livremente no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.