Glória Trevi deve casar-se com diplomata

Um novo capítulo da novela mexicana sobre a vida da cantora Glória Trevi está para ser exibido. Depois de ser engravidada na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, onde esteve presa, ela deve casar-se daqui a dois meses com um diplomata brasileiro.O futuro marido de Glória Trevi é o primeiro-secretário do Itamaraty Cesário Alexandria, que trabalha na divisão de passaportes e já serviu na Alemanha, em Cuba e na Venezuela. ?Ele é muito culto, fala várias línguas?, disse o advogado da cantora, Otávio Neves. Procurado nesta terça-feira pela reportagem do Estado, Alexandria não foi encontrado no trabalho e nem em casa. Ele não respondeu aos recados.Glória, internada desde dezembro no Hospital Regional da Asa Norte, está impedida de dar entrevistas. O casamento com o diplomata não deve aliviar a situação da cantora perante a Justiça, que já autorizou, no final do ano passado, a extradição de Glória Trevi para o México. Há um entendimento consolidado no Supremo Tribunal Federal (STF), segundo o qual o casamento com um brasileiro e o nascimento de um filho no País não impedem a extradição de um estrangeiro.A extradição só não aconteceu ainda porque a cantora encaminhou ao Ministério da Justiça pedido para ser reconhecida como refugiada política. O pedido ainda não foi julgado. Com o casamento, no entanto, Glória poderá ter direito a passaporte diplomático, o que em tese lhe traria facilidade para transitar por outros países e relacionar-se com repartições burocráticas.Normalmente concedido a cônjuges de diplomatas brasileiros em serviço no exterior, o passaporte pode ainda trazer outras vantagens, como o direito de não ter a casa invadida pela polícia ou não ser preso sem prova formada. Fontes do Itamaraty, no entanto, observaram que a expedição desse documento não é automática. Ou seja, não basta casar para ter o passaporte.A decisão cabe ao chefe da Divisão de Passaportes do Itamaraty, que pode simplesmente negar o pedido. No momento, o chefe da Divisão é chefe do futuro marido de Glória Trevi. O advogado Otávio Neves disse que conheceu o futuro marido da cantora em agosto do ano passado, quando o diplomata pediu autorização para visitá-la na prisão.Naquela época, ainda não era pública a informação de que ela estava grávida de Angel Gabriel, que, atualmente, tem três meses. Segundo Neves, o diplomata acompanhava há anos a carreira artística da mexicana. Glória foi presa no Brasil no início de 2000 junto com seus ex-assessores Sergio Andrade e Maria Raquenel. Os três são acusados no México dos crimes de corrupção de menores e rapto.Em dezembro de 2000, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) atenderam ao pedido do governo mexicano e autorizaram a extradição dos três para aquele país. Mas eles não voltaram até hoje para sua terra natal devido à ocorrência de vários incidentes, dentre eles a gravidez da cantora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.