Globo é organização vigorosa, diz Miro Teixeira

O ministro das Comunicações, Miro Teixeira, disse não temer pelo futuro das Organizações Globo após a morte de seu fundador, o jornalista Roberto Marinho. "A Organização é tão vigorosa que só tem um destino possível: crescer", disse o ministro. Ele destacou a importância de Marinho para a veiculação de conteúdo nacional na comunicação eletrônica brasileira. "Daqui a dez, vinte anos, pensaremos nele como o empresário que conseguiu colocar conteúdo brasileiro na nossa comunicação. Talvez sem ele, hoje, não teríamos isso", disse. AcademiaO presidente da Academia Brasileira de Letras, Alberto Costa e Silva, lamentou a morte de Roberto Marinho, que ocupava a cadeira número 29 na Casa de Machado de Assis: "Ele foi um homem com vocação de futuro, que até os seus últimos anos continuou a planejar as décadas seguintes. Um exemplo de pioneirismo e de alta visão, do que a vontade pode construir." A sessão da ABL de hoje foi suspensa e a da saudade, quando será declarada vaga a cadeira ocupada por Marinho, foi marcada para a quinta-feira que vem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.