Gilmar Mendes vota pela condenação de Duda Mendonça por lavagem

Com voto do ministro, cinco réus já foram condenados pelo crime de evasão de divisas

Eduardo Bresciani, de O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2012 | 20h09

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta segunda-feira, 15, pela condenação por lavagem de dinheiro do publicitário Duda Mendonça e da sócia dele, Zilmar Fernandes. De acordo com Mendes, ao concordar com o recebimento no exterior, Duda e Zilmar praticaram o crime. "Ainda que a abertura (de conta) tenha sido por imposição de Marcos Valério (Fernandes de Souza, empresário), nota-se que Zilmar e Duda aderiram e contribuíram com a prática criminosa", afirmou.

Com o voto do ministro do STF, já há maioria para condenar por evasão de divisas a economista e ex-presidente do Banco Rural S.A. Kátia Rabello e o ex-vice-presidente da instituição financeira José Roberto Salgado. Também já foram condenados pela maioria dos ministros os empresários Marcos Valério Fernandes de Souza e Ramon Hollerbach (ex-sócio dele) e a diretora financeira da SMP&B na época do mensalão Simone Vasconcellos.

Mendes afirmou ainda que o fato de o pagamento a Duda Mendonça ter sido feito por um concorrente dele torna o caso mais estranho. "Nem o mais cândido dos ingênuos há de se admitir isso. Um publicitário passa a oferecer recursos, ele vai pagar a dívida, não há razão para desconfiar?", questionou.

Com o voto do ministro, já existem cinco réus condenados por evasão. Outros três já estão absolvidos: o empresário Cristiano Paz, outro ex-sócio de Valério, a ex-gerente financeira da SMP&B Geiza Dias e o economista, ex-diretor e atual vice-presidente do Banco Rural, Vinicius Samarane.

Resta ainda o voto de mais três ministros, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Carlos Ayres Britto. As únicas dúvidas ainda existentes são sobre as situações de Duda e Zilmar quanto à lavagem de dinheiro. Existem quatro votos pela absolvição e três pela condenação. Por evasão de divisas, os dois estão absolvidos.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalaojulgamentoGilmar Mendes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.