Gilmar Mendes saírá de recesso do STF na sexta-feira

Em seu lugar, ficará o vice-presidente e ministro Cezar Peluso, durante quase duas semanas

FELIPE RECONDO, Agencia Estado

14 de julho de 2008 | 19h15

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro  Gilmar Mendes, sairá de recesso sexta-feira. No lugar de Mendes, ficará, nos 13 dias que antecedem o retorno dos ministros ao trabalho, o vice-presidente do STF, ministro Cezar Peluso. Durante a suspensão temporária das atividades do Judiciário, presidente e vice-presidente costumam revezar-se no comando do Supremo. Quando os demais ministros retornarem às atividades, no início de agosto, Mendes se livrará o assunto que dominou o plantão: a Operação Satiagraha, da Polícia Federal (PF).Originalmente, o ministro Eros Grau deveria analisar o pedido de habeas-corpus que beneficiou o sócio-fundador do Banco Opportunity, Daniel Dantas, e outros 22 investigados pela PF. Como estava de férias, coube ao ministro de plantão, Mendes, analisar o requerimento, liminarmente. Quando retornar do recesso, caberá a Grau cuidar do caso.

Tudo o que sabemos sobre:
Cezar PelusoGilmar MendesSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.