Gilmar diz que esperar terminar julgamento 'o mais cedo possível'

Presidente do TSE dá declaração durante lançamento de livro do ministro Luiz Fux

Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2017 | 18h44

BRASÍLIA - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, disse no início desta noite de quarta-feira, 7, que espera que o julgamento da ação contra a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer termine "o mais cedo possível". Gilmar participa do lançamento do livro Jurisdição Constitucional 2, do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Questionado se a decisão da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, de manter sessão da corte na quinta-feira, 8, atrapalharia a análise do TSE, Gilmar disse que não. "A gente se adapta", afirmou.

Também participam do coquetel de lançamento do livro de Fux, que ocorre na biblioteca no STF, os ministros Dias Toffoli, Rosa Weber, Edson Fachin e Alexandre de Moraes.

O TSE marcou três sessões para quinta-feira, 8, (de manhã, de tarde e de noite) para análise da ação da chapa Dilma-Temer. Três ministros que integram o TSE também compõem o STF (Gilmar Mendes, Luiz Fux e Rosa Weber) e terão que se ausentar da sessão do Supremo em razão da agenda do TSE.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.