Gilberto Gil diz não saber como resolver a questão do desemprego

O ministro da Cultura e cantor Gilberto Gil disse, ao deixar o palco na Avenida Paulista, onde a Central Única dos Trabalhadores (CUT) realiza vários shows para comemorar o Dia do Trabalho, que não tem a mínima idéia de como resolver a questão do desemprego no Brasil. Segundo ele, se fosse tão fácil e as pessoas tivessem uma idéia formada na cabeça, a questão já teria sido resolvida. "Eu só acho que todos devem assumir sua reponsabilidade e trabalhar", disse.Gilberto Gil, que durante toda a entrevista fez questão de dizer que estava no evento como artista e não como ministro da Cultura, admitiu que o governo tem dificuldade para lidar com a questão do desemprego.Perguntado se o presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria bem recebido no evento pelos trabalhadores, ele respondeu acreditar que sim, até porque "ele (Lula) estaria entre os seus, junto com os trabalhadores e sindicalistas do ABC que o ajudaram a se eleger presidente da República". Como artista, Gilberto Gil disse que estava muito alegre em ver seus colegas artistas, que também são trabalhadores, atuando no Dia do Trabalho. O evento está programado para terminar no final da tarde e a expectativa dos organizadores é de receber mais de 500 mil pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.