Clayton de Souza/AE
Clayton de Souza/AE

Gilberto Carvalho rebate ataque de Alckmin a Haddad

Governador disse neste domingo que 'São Paulo não é terra para candidato do bolso do colete'

Rafael Moraes Moura - Agência Estado,

25 de junho de 2012 | 17h27

BRASÍLIA - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, rebateu nesta segunda-feira, 25, comentário do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, contra a candidatura do petista Fernando Haddad à prefeitura da capital paulista. Neste domingo, 24, durante convenção de lançamento da candidatura de José Serra (PSDB) à prefeitura, o governador disse que "São Paulo não é terra para candidato do bolso do colete", uma clara alfinetada a Haddad, escolhido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ser o candidato do PT nas eleições.

"Não vou bater boca com o governador Alckmin, só quero lembrar que uma certa candidata, tida e havida como (de) bolso de colete, hoje dá um show de governar o Brasil", disse Carvalho a jornalistas, associando a situação do ex-ministro da Educação a da presidente Dilma Rousseff, que também foi escolhida por Lula. "Acho bom ter muita prudência nessas avaliações."

Haddad foi alvo de uma série de ataques de tucanos durante a convenção. O senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) afirmou que Lula "impõe um candidato que passeia por aí como um urso amestrado levado pela coleira".

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.