Gilberto Carvalho diz que Lula comandará 'unidade de ação' de oposição a Temer

Para petista, partido não pode mais pensar e agir isoladamente

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2016 | 12h11

BRASÍLIA - Um dos petistas mais próximos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Gilberto Carvalho disse nesta quinta-feira, 12, que Lula vai comandar, ao lado do PT e de movimentos sociais, uma "unidade de ação" de oposição ao governo Michel Temer.

"Ele vai continuar a luta. Vai andar pelo Brasil todo na luta", afirmou Carvalho em rápida entrevista na área externa do Palácio do Planalto. De acordo com ele, que foi ministro da Casa Civil do primeiro mandato de Dilma, o PT não pode mais pensar e agir isoladamente. 

O ex-ministro, o presidente do PT, Rui Falcão, e Lula estão no Palácio do Planalto para acompanhar a saída de Dilma, afastada na madrugada de hoje pelo Senado. Carvalho comentou que Lula deve retomar pra São Paulo ainda nesta quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.