Gil defende mudanças na Lei Rouanet

A Lei Rouanet precisa ser melhorada, segundo o próprio ministro da Cultura, Gilberto Gil. Desde que assumiu o ministério, ele vê a necessidade de reformular a lei que permite isenção fiscal a partir da destinação de recursos à produção artística. Segundo Gil, a legislação permite que as empresas invistam apenas em espetáculos e ações de grande visibilidade, principalmente na Região Sudeste. O ministro defende maior regionalização.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.