Genro sugere a hipótese de Lula disputar segundo mandato

O ministro Tarso Genro, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, sugeriu hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode disputar a reeleição no pleito de 2006. "A minha opinião pessoal é que se o governo vai fazer mudanças positivas para a sociedade, como está fazendo, não é improvável que eventualmente o Lula seja candidato de novo", afirmou, após participar de encontro na Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo. Genro frisou, no entanto, que "não há definição, nem interesse e nem um plano" para a reeleição.O ministro admitiu a hipótese de reeleição presidencial ao comentar que os quatro anos "do primeiro mandato de Lula" serão insuficientes para implementar totalmente o novo modelo de desenvolvimento econômico buscado pelo governo petista. "Em quatro anos é possível ter os alicerces para o novo modelo de desenvolvimento econômico para o País", avaliou, ao indicar em seguida que a transição completa só poderia ser realizada em médio e longo prazo, num período de oito a dez anos. Segundo Genro, nos últimos 30 anos não existiu nenhuma experiência mundial de mudança de um modelo neoliberal para outro de crescimento econômico e geração de emprego e renda. "Não há nenhuma elaboração teórica de transição de um modelo econômico para outro e nem um precedente histórico. Temos que realizar teoria e prática e, ao mesmo tempo, aprender com a sociedade nessa transformação sócio-econômica do País", justificou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.