Genro representa Lula na abertura do ano judiciário

O Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou hoje o ano judiciário, sem as presenças do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que coordena reunião ministerial, na Granja do Torto, e dos presidentes da Câmara e do Senado, que abrem também hoje o ano legislativo, para a eleição dos novos titulares das duas Casas. O ministro da Justiça, Tarso Genro, representou o presidente Lula.O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, defendeu em seu discurso que já é o momento de o STF julgar a participação de integrantes do Ministério Público em investigações. Nos bastidores, o assunto principal foi o futuro do ex-terrorista italiano, Cesare Battisti, que conseguiu o status de refugiado, mas responde a um processo de extradição no STF. A discussão era se o Supremo manterá ou não o entendimento de que, concedido o refúgio, o processo de extradição deve ser arquivado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.