Genro propõe aumento de 11,6% para mínimo regional

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), anunciou hoje reajuste de 11,6% para o salário mínimo regional. Os valores foram definidos no final da tarde, depois de uma rodada de reuniões com centrais sindicais e federações empresariais do Estado. O projeto encaminhado à Assembleia Legislativa prevê valores de R$ 610 para a Faixa Um, R$ 624,05 para a Faixa Dois, R$ 638,20 para a Faixa Três e R$ 663,40 para a Faixa Quatro.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

23 de fevereiro de 2011 | 20h21

O índice foi estabelecido por uma fórmula que considerou a variação de 4,3% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) num período de dez meses e mais 7,91% de aumento real. As centrais sindicais queriam um porcentual próximo de 17%, mas ficaram satisfeitas porque o governo sinalizou a intenção de recuperar o valor nos próximos anos.

Em 2002, um ano depois de ser criado, o mínimo gaúcho chegou a patamares 30% superiores ao mínimo nacional. A diferença caiu para 7% em 2010 e deve crescer para 12% em 2011 com a confirmação de um mínimo nacional de R$ 545. As federações patronais são contrárias à existência de um mínimo estadual porque entendem que ele retira a competitividade das empresas em relação às concorrentes de outras regiões.

O mínimo estadual é aplicado às categorias que não tem seus salários negociados entre sindicatos de trabalhadores e empresários. Cerca de 1,1 milhão de gaúchos têm seus ganhos vinculados ao piso regional. O projeto do governo depende de aprovação da Assembleia Legislativa.

Tudo o que sabemos sobre:
RSsalário mínimoregional

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.